Radio Music Player Free Online

domingo, abril 05, 2009




Rimas

Adeus minha sonora rima
Despeço-me de ti
Temporariamente ...
Mas prometo te reencontrar
Em alguma esquina
A sós, evidentemente !
Porque um poema de prima
É voz afinada a cantar
Todo poeta não termina
Seus versos rudimentarmente
Tem de ter um dó-ré-mí
Mantendo a arte lá encima
Assim é que culmina o versejar
Alegre ou melancolicamente
O poema tem de ter viva a cisma
de ser sonoro por sí .

Um comentário:

André Diefenbach disse...

Bela poesia mei amigo Ivan! vou te mandar uma música minha por e-mail, acho que vais gostar!