Radio Music Player Free Online

terça-feira, abril 21, 2009


NOSSO MUNDO

Quando todos os outros saírem
E não reste mais nenhum rastro
Da gente que me fez sentir medo
Então te convidarei para entrar
Beijarás o solo sagrado do lugar
Que é pátria sem cor e bandeira
Nunca mais ouviremos os gritos
Eles nos empurravam até o horror
Livres da força má das multidões
Faremos nossa prece em silêncio
E só daremos ouvidos para o ar
Refugiados na copa de uma árvore
Ali embaixo estará nosso mundo
De mais ninguém ,
só nosso ...

Um comentário:

Cristiano Melo disse...

Ivan,
e as multidões sabem ser más...
Adorei o seu poema, pois me inspirou e há muito penso em coisas nesse sentido, criar um local sagrado, sem bandeiras ou normas torpes. Um convite belo a um modo de viver mais sereno e real. Fez-me lembrar de "A Ilha" de Huxley.
Parabéns
abração