quarta-feira, maio 12, 2010



Soneto do Rapto


Haverá sim um valor de resgate
Pelo beijo que não foi dado
Pela desculpa mal inventada
Pelo sofrimento e seu desgaste
----------------------------------
E vai custar caro esse resgate
Segregado em envelope selado
Na ante-sala da lápide cimentada
Onde aguardará um que o gaste
----------------------------------
Haverá o pagamento do resgate
Pelo seqüestro d´um sonho mofado
Pela canção que não foi cantada
----------------------------------
Não há tesouro que por si se baste
Frente a uma vida desperdiçada
Na frenética busca ao elo raptado
----------------------------------

39 comentários:

Sônia Silvino disse...

Olá!
Vim conhecer o teu espaço, gostei e estou te seguindo com prazer!
Convido você a conhecer os meus blogs. Ficarei muito feliz!
Sônia Silvino's Blogs: vários temas e um só coração!
Bjkas, muitas!

Zélia Guardiano disse...

... pela canção que não foi cantada...
Sempre há letra que ficou na linha e música que ficou na pauta...Que pena!
Lindos versos, Ivancezar!
Parabéns!
Forte abraço

PS-Fiquei contentíssima com sua visita!
Obrigada.

Nilza disse...

Querido Ivan,

O gran finale é que quando resgata-se o que foi aprisionado, as sequelas são incicatrizaveis, o cativeiro é por demais marcante, a ferro e a fogo, rompe-se todos os elos...frauda-se a inocência do consciência, a esperança da crença.
Beijos.

Cris disse...

Inspiração em alta... realmente tem coisas que ficamos devendo, até pra nós mesmos. Abraços

Pérola disse...

Boa tarde.
Menino que poema maravilhoso,parabénsssssssssssss.
Posso copiar para postagem futura?
Gostei muito.
Beijos

Belkis disse...

No Hay desperdicio, no hay derroche en la búsqueda desesperada de aquello que nos ha sido sustraído, porque todo lo que necesitamos para ser felices está dentro de nosotros.
Un placer siempre pasar por tu espacio.
Besitos

Rosan disse...

olá amigo.
belo poema.
certamente que nos custará caro o que fizemos de mal, e principalmente o que deixamos de fazer...
o que deixamos de viver...
o que deixamos de realizar...
o que deixamos de sonhar ser possivel.
a fria lápide nos cobrará.

por isso viver com alegria e entusiasmo sempre.

beijo

La Gata Coqueta disse...

Te entregaría
una urna
llena de estrellas

Y al abrirla
te encontrarías
hipnotizada

Acompañada
de mariposas encantadas
que te bordearían

Batiendo ufanas sus alas
por el fin de semana
que se avecina

Y al cerrarla
se iría
la belleza y la magia

Que guardan
esmeradas hadas
entre sedas rosadas
el resto de los días...

María del Carmen

Chica disse...

Muito bom,como sempre e esperava já por isso por aqui! Te conheço do RL e gostei que me encontraste nessa blogosfera!abração,tudo de bom,chica

Zeus disse...

Mesmo que não obtivemos nossas vitórias,podem ter ser certeza que fizemos história;jamais esqueça dos seus dias de glória!!!

Um abraço e felicidades!

Pérola disse...

Meu querido,eu postei seu poema na lateral do meu blog.
Uma forma de reconhecer a belezura das palavras que vocês poetas transmitem.
Parabéns.
Um beijo grannnnnnnde.

Úrsula Avner disse...

Poxa Ivan, quanta riqueza poética em seus versos... Muito bom ! Um abraço e obrigada pelo carinho de sempre.

Anônimo disse...

Olá Ivan

Gostei do poema por lembrar do valor instrinsico do não feito, do não vivido.

Um abraço

Edimo Ginot

IVANCEZAR disse...

Agradeço todas as visitas e todos os comentários postados. Mas não poderia deixar de agradecer muito especialmente à querida amiga Pérola,porque ao postar o poema em seu Blog , tocou-me à alma . Muito obrigado !

Doroni Hilgenberg disse...

Ivan,
belo soneto
todo o rapto presupõe violência
e toda a violência há de ser castigada, mas não há nada que pague nossos sonhos desfeitos, e ilusões mofadas ou raptados.

bjs

jefhcardoso disse...

Ivan, a poesia está em toda parte, está nos olhos de quem se dispõe a ver, como você sabe.
O preço que se paga por não viver é a vida. . Forte abraço, amigo!


Jefhcardoso

Sônia Silvino disse...

Olá, meu amor!!!
Adorei a sua visita!
Que a sua semana seja abençoada e cheia de alegrias!
Bjkas, muuuuitas!

La Gata Coqueta disse...

Dedicado con todo mi afecto para ti;

De nuevo estamos
visitando y leyéndonos
los espacios

Compartiendo sentimientos
en poéticos encuentros
y sentida emoción

Abriendo el corazón
al amigo más cercano
con respeto y admiración

Somos aves que viajamos
hoy presentes estamos
mañana no lo cuestionamos

Estos momentos
aún siendo segundos
deben de ser estimados

No olvidando
la huella que me has dejado
siempre que a tu lado
he estado.

Siendo muy apreciado
por el tiempo que me has dedicado
en cada momento que he visitado

María del Carmen

Sight disse...

Navegar na net tem destas coisas... aportamos em locais desconhecidos que acabam por nos surpreender.
Parabéns pela sua palavra!

Cíntia Thomé, Jornalista, Poeta . disse...

o elo raptado é o anel que nao vingou desencadeando vida de sonhos pela metade, outros caminhos não tão promissores...


Obrigada pela leitura e seu carinhoso comentario

Ando um pouco adoentada, complicações alérgicas de pele e stress, nada grave, só tomando mais cuidado com a saúde e isso me faz bem ausente dos sites...mas logo revigorada.


Um abraço!

La Gata Coqueta disse...

Ha llegado otro fin de semana y con desmedida emoción paso a felicitarte.
Para que lo pases donde te resulte más agradable un buen descanso, después de una semana un tanto densa por los consabidos compromisos laborales ya habituales.

Un beso te dejo en el aire en compañía de un adiós.

De esta siempre tuya...

María del Carmen

M@ria disse...

...Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.

Clarice Lispector

Bom Fds ... Beijos poéticos! M@ria

M@ria disse...

Hoje te ofereço uma flor!

Aceita esta flor como uma oração elevada
aos céus, carregando teu nome, pedindo
que a luz de todas as estrelas se derrame sobre a tua Vida.

Aceita esta flor como se um pássaro fosse,
levando em seu bico a verde folha da esperança,
a semente de brancos e puros lírios,
para que vivas em eterna Paz.

Feliz Sábado com aroma das flores...M@ria

Sônia Silvino disse...

Boa noite!!!
Adoro as tuas visitas!
Venha sempre!
Tenha um domingo maravilhoso!!!
"Há Momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre."

Bjkas, muuuitas!!!

Sônia Silvino's Blogs

Eurice disse...

He estado distraida yendo y viniendo por mi mundo real, apenas aterrizo y leo este magnifico poema.
Soberbio como siempre!
Buen fin de semana!
Un saludo

Norma Villares disse...

Olá bom amigo poeta.
Belo e forte este poema!
Tudo na vida tem mais sabor com as surpresas.
Abraços sublimes

Grosso Véio disse...

Grande Ivan, aqui é o André Diefenbach, texto forte e reflexivo... Como vais? Manda um abraço pro Amim ai. Até mais.

La Gata Coqueta disse...

Hoy mi visita es más bien para decirte que voy estar ausente unos días debido a un viaje que tengo que hacer, no teniendo el gusto de pasar a visitarte hasta la semana del siete de junio en adelante, que me acercaré a dejarte mis huellas felinas a mi regreso, para que sepas que estoy de nuevo tu lado.

Y por el mismo motivo esta semana ya me es impensable despedirte el tan codiciado fin de semana, haciendo presente desde aquí y en este momento.

Estaré sin saber de ti unos cuantos días pero quiero que sepas que te llevo en mi corazón, con deseos de un pronto regreso para encontrarme de nuevo con tus letras la esencia que atesora tu presencia.

Disculpame y no me olvides.

Esta que siempre te ha apreciado.

María del Carmen

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Ivan,

A palavra tem o valor exato para o resgate daquilo que externamos. Suas palavras fazem jus a tamanha sensibilidade. Muito bom mesmo!

Espero não perder contato.

Que sua terça seja de luz.

Rebeca

-

Pérola disse...

Boa noite amado.
Vc viu q eu coloquei esse soneto no meu blog?
Em sua homenagem,ele é lindo!!!
Beijokas e parabénsssssssssss.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Ivan,

Quanta gentileza em cada palavra.

Essa blogosfera realmente é encantada.

Maravilhos quarta.

Rebeca

-

RECOMENZAR disse...

Hermoso idioma hermosas tus letras jazmines para vos

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O fotógrafo Jan Von Holleben é fera na hora de clicar os momentos simples da vida. Ele faz a magia brincar com a nostalgia de uma forma espetacular.

Espero que goste:

http://www.janvonholleben.com/?page_id=4

Maravilhoso final de semana.

Rebeca

-

O NOVO POETA disse...

sempre com fino e bem acabado trabalho querido amigo, um ótimo final de semana, abraçossssssssss

Belkis disse...

Vengo a dejarte un cariñoso saludo Ivancezar. Hasta prontito.

jefhcardoso disse...

Meu amigo Ivan, post meu sem teu comentário é post incompleto. Grande Michael Douglas em Um Dia de Fúria! Obrigado por sua atenção e comentário, amigo.

Abraço do Jefhcardoso!

Almirante Águia disse...

Refletindo um pouco, nossa vida inteira esta repleta de interregnos, nos confundimos com o que passou, não estamos plenos para o que virá. Teremos certeza um dia?

María disse...

Hoy dejo aquí mi huella, porque los anteriores posts ya los he leído.

Lindos versos, soneto de mucho valor.

Saludos.