quinta-feira, abril 16, 2009

Foto mostrando a fronteira Sant´Ana do Livramento/BR
e a cidade uruguaia de Rivera, na década de 1940 .


ADEUS

Adeus meu recente amor
Só te peço um aperto de mão
Será uma despedida sem dor
Quero mitigar toda a emoção
Agora já morreu nossa flor
Asseguro não era a intenção
Mas teu jardim ficou incolor
E não cabe no meu coração
Um amor morno e sem cor

Um comentário:

celina vasques disse...

O pior é que não existem despedidas ...sem dor!

Beijos meus poeta!