Radio Music Player Free Online

quinta-feira, abril 15, 2010



Estou resgatando esta postagem que estava esquecida lá no início do Blog, propiciando a leitura para todos os seguidores. Espero que gostem.

RENDIÇÃO

Quando um dia

eu for te ver

Novamente,

uma outra vez

Dessa vez

vou querer ser

Definidamente,

sem o talvez

E já prestes

a me converter

Sairei do templo

da escassez

Timidamente

vou me render

Ao tempo

pelo que ele fez

Ao amor

sem me arrepender

11 comentários:

Úrsula Avner disse...

Oi Ivan, encantador poema ! Obrigada pelo carinho da visita e comentário. Um abraço e um ótimo fim de semana.

Pérola disse...

Isso me faz refletir:Como teria sido o nosso caminho sem em vez desse tivéssemos cruzado outro?
Um beijo amado.
A coisa tá feia,as vezes se esconder é o remédio o fato é q ele ñ tras a cura então...Viver intensamente é o objetivo.
Beijokas amado.

Rosan disse...

oi Ivancezar
lindo poema, e a figura do snop, é encantadora.
o amor verdadeiro não traz arrependimentos, só alegrias, mesmo quando se ama alguem, e não se vive esse amor...
a vida sempre vale a pena.

Beijo

MAR disse...

Lindo Blog amigo!
Es bueno conocerte.
Cariños para ti.
mar

La Gata Coqueta disse...

Un abrazo
una sonrisa
de espuma blanca.

Rozando
las rocas
el fin de semana

Acariciadas
en continuo cortejo.
por el sol del ocaso.

Murmullo de sonatas
poemas de amor
suspiran las caracolas.

María del Carmen

Cíntia Thomé, Jornalista, Poeta . disse...

Caro amigo realmente o perfil estava desativado...eu nao sabia, estava achando estranho mesmo...
Obrigado pelo comentario . bacana
abs e bfds.

Nilza disse...

Meu carissimo,

Sou uma privilegiada por dizer que a melhor parte da minha vida foi a infância, já não me questiono mais sobre os rumos que minha vida tomou, ora que escolhi e outros me foi imposto, mas posso afirmar-te querido, que nada me é mais prazeroso que resgatar-me menina.
Beijos.

Nydia Bonetti disse...

Às vezes a vida nos dá uma segunda chance. Na verdade ela nos dá chances o tempo todo. Nós é que não percebemos, eu acho... Lindo o poema, Ivan. Bjo, bom fim de semana!

Celêdian Assis disse...

Olá, Ivan

A sensação de tempo perdido e vontade de resgatá-lo, nos dá a impressão de que, se retrocedessemos, faríamos melhor, para não nos arrependermos.
Magnífico poema.
Um grande abraço, meu amigo

Belkis disse...

Hay que sacar el tiempo y disfrutar de la entrega al ser amado, debemos ir confiados, tomados de la mano, sin penas, sin agravios.
Bellos versos Ivan.
Besos

gorettiguerreira disse...

Olá Ivan!
Que belo setimento e como dizes do amor.
Beijos de luz.
Goretti
Ps:Não encontrei seu poema HERANÇA