Radio Music Player Free Online

terça-feira, dezembro 29, 2009


UMA VEZ
Lembrava uma incerta vez
há muito tempo ...
Quando vigorava o desprezo
*******
Não se mediam belas horas
Ela vivia intensamente
Ausente o intrometido talvez
*******
Tudo era muito mais lento
E o censor estava preso
Em suas massificadas gaiolas
*******
Vivendo nua e mansamente
No vasto projeto que fez
Flertava com a face do vento
*******
Ergueu uma fortaleza em toras
Imune ao ataque do ciumento
Que (soberbo) esperava sua vez ...
*******

12 comentários:

Ianê Mello disse...

Lindo poema, amigo!

Tem selinho de presente lá no meu blog para você. Bjs.

Graça disse...

Grata, Ivan, por visitar-me...

espero que o google seja generoso com vc, e não falhe mais...rs

Esse seu poema é de uma ternura tão grande que acho até mesmo vc não deva ter-se dado conta disso. Amei!!!

Vamos nos vendo, amigo, na medida do possível.

Ainda não desejei Feliz Ano Novo, mas faço-o agora,
com o coração em nosso Deus grandioso,pedindo a ele que te dê muita paz, inspiração, sabedoria, nesse ano de 2010!!!
Um grande abraço.
E parabéns, vc escreve muito bem.

Nilza disse...

Querido Ivan,
Desprezo é a linguagem permanente dos inteligentes, dos que não têm tempo a perder com mediocridades e leviandades, é o refúgio dos sensatos.
sua indocilidade é passageira e eficientissima.
Beijos

Nilza disse...

Ivan,
Não sei se estou ficando cega ou senil, mas o fato é que procurei e não achei RENDIÇÃO. Onde está amigo?
Beijo

Norma Villares disse...

Ivan amigo da alma,
É a nossa consciência que se plenifica quando estamos ligado com o Divino.
Que a Divina Luz imanente em nós ilumine seus caminhos neste ano de 2010.
Muita paz e harmonia!
Sublimes abraços

Chá das Cinco disse...

Ivan,
hoje eu nem não vou comentar a tua poesia, neste exato minuto carrego uma enorme ansiedade.Quero logo lhe dizer que não perdoe a minha displicência!

Como aconteceu isso homem?
Te juro, nunca imaginei que eu não estaria junto aos teus seguidores.
Foi um erro lamentável acredite meu amigo.
Bom, reparei este erro a tempo, aproveitando, quero agradecer a tua
atenção e o teu carinho.
Saiba que a tua opinião tem um valor enorme para mim, não estou escrevendo por escrever, admiro o teu blog e a tua inteligência.
Você escreve muito bem, as vezes venho aqui e não me sinto segura para deixar comentários.

Te sigo com o maior prazer
Beijos de Gê

GRAÇA GRAÚNA disse...

Gostei desses haikais, sobretudo em que o ser poeta namora a face do tempo. Parabens pelo blog. Bjos de luz no ano novo e sempre. Grauninha

Rosan disse...

olá.
lindo poema, sempre com muita coisa a dizer em poucas palavras...

que 2010 seja assim, diferente nas coisas que não foram boas e igual e melhor nas que nos fizeram feliz...que possamos ser melhores, porque sendo, tudo o mais será melhor também, pois tudo deve começar por nós...

Feliz 2010.

beijo de luz

Rosan

Nydia Bonetti disse...

Também adorei o flerte com a face do vento... Que imagens, Ivan!

Que possamos viver 2010 intensamente!

beijo!

Benny Franklin disse...

Ivan - parceiro querido.

A distancia separa nossos corpos, mas a grandeza da nossa amizade a tudo suporta...

FELIZ 2010, companheiro.

Gostaria de Te dizer coisas de velhos amigos... Mas, dispenso o improviso... Entretanto, querido, sem palavras, me apodero das Tuas palavras deixadas em um de meus parcos poemas, as quais me identifico de prima e, confesso, as usei em proveito proprio, que dizem assim:
Aproveito para te desejar um FELIZ ANO NOVO e enviar um abraço bennyano para que as festas da época sejam iluminadas e preparem uma nova temporada de poesia.

Obrigado amigo, por sua amizade.

Benny Franklin

Zeus disse...

Vim confirmar nossa amizade para 2010
"Dentro de algumas horas, um Ano Novo vai chegar a esta estação !!
Se não puder ser o maquinista, seja o seu mais divertido passageiro !
Procure um lugar próximo á janela desfrute cada uma das paisagens que o tempo lhe oferecer, com o prazer de quem realiza a primeira viagem !
Não se assuste com os abismos, nem com as curvas que não lhe deixam ver caminhos que estão por vir.
Procure curtir a viagem da vida, observando cada arbusto, cada riacho, beirando a estrada e tons mutantes de paisagem.
Desdobre o mapa e planeje roteiros.
Preste atenção em cada ponto de parada, e fique atento ao apito da partida.
E quando decidir descer na estação onde a esperança lhe acenou não hesite:
desembarque nela os seus sonhos...
Desejo que a sua viagem pelos dias do próximo ano, seja de PRIMEIRA CLASSE
FELIZ ANO NOVO"

Graça disse...

Voltei,

para te trazer o meu carinho...

Um grande abraço, meu querido amigo.

Força para esse ano, viu?

Vou ao Recanto das Letras, agora.