quinta-feira, junho 11, 2009



Teoria do “R”

No impune teorema
do erre
Adverte o sistema
Blindado à compaixão
Para que não
se erre
Criado um problema
Vem a cruel decisão
De que a alma
se encerre
Na vista extrema
Há um juízo em ebulição
Onde se ferve
o erre
Do erro em emblema
Na coletiva retribuição
Que toda culpa
Se ferre !

5 comentários:

Daniela Mann disse...

lolololol
Gostei!
Cheguei aqui através do blog da Saramar.

IVANCEZAR disse...

Daniela:
Eu te recebo com muito prazer e muita honra.
Volte sempre, viu ?
Felicidades !

Zeus disse...

Bom dia meu amigo Ivancesar,fico honrado em tê-lo como amigo e visitante em meu blog,obrigado de coração.
Deixo para você o seguinte pensamento:

Um corpo sem inteligência não ama. Um corpo sem saúde não desfruta do amor. Um gênio sem amor não tem saúde espiritual. Diante disso tudo, devemos a cada instante procurar a companhia das três virtudes, mesmo que alcancemos uma a uma.

(Paulo Baleki)

Um abraço e seja feliz.

Doroni Hilgenberg disse...

Ivan,

E quanto mais esse R é usado, mas a impunidade se alastra e menos chances nos temos.
bjs
doroni

Bea - Compulsão Diária disse...

Gostei da imagem da letra.
Erre letra que fricciona bem em muitas palaravras