sexta-feira, fevereiro 18, 2011

(imagem da web)

Jogando Damas

Escravo das damas
Moveu as peças
No jogo de Damas

Pulou as casas
Explorando camas
Por muitas praças

Tabuleiros e tramas
Galgando as famas
E foi numa dessas

No entorno de dramas
Sem ouro ou graças
Atolou-se nas lamas

11 comentários:

São disse...

Ser escravo , dá sempre mau resultado....embora aqui também desse um interessante poema.

bom fim de semana.

Nilza disse...

Gosto de damas
ler na cama
Xadrez acompanhhado
de um bom jarez
do zigue-zague
sem retorno
sem adorno
do cavalo,
rainha
da coroação
do embate
e do xeque-mate.

Beijos querido amigo.

MAR disse...

La pasión y la poesía ...buena mezcla.
Un abrazo grande para ti, que bueno tenerte de vuelta.
mar

Mariza disse...

Olá Ivan, seja benvindo de volta.
Suas palavras já estavam fazendo falta.
beijos santistas
Mariza

Pérola disse...

Esse jogo é bem perigoso rs.
Que bom que vc voltou,fiquei muito feliz.
Mas vc esta chique heim!!!
Seja bem vindo.
Beijos milllllllllllllllllllllll.

María disse...

Me has recordado a mi niñez, cuando jugaba a las damas, la verdad es que era un juego que me encantaba.

Me encantó volver a leerte Ivancezar.

Saludos.

Chica disse...

Lindo,Ivan! E bom retorno às atividades.Voltar não é fácil...abração,chica

Marcia disse...

Olá amigo,
sem dúvidas um belo jogo você fez com as palavras, apesar do final nao ter sido dos melhores.
Obrigada pelo seu carinho no compreender!
Uma feliz semana para você!

iglesiasoviedo disse...

Me alegro que ya estés de regreso en casa, espero que tu estancia por España haya sido agradable y que podamos seguir disfrutando de tu compañía.
Un abrazo.

Imagem e Poesia disse...

Interessante jogo de palavras, mas o gajo se deu mal!
Beijinhos e fica feliz
Ceiça

Sônia Silvino disse...

Poetas são artistas da alma! Parabéns pelos teus poemas, amigo!
beijos!