sexta-feira, outubro 23, 2009


Presente à namorada

Ofereço-te,meu amor, estas letras
Entrelaçadas e ajustadas
Reunidas em forma de versos

Queria mesmo dar-te flores
Mas no jardim cartazes impressos
Anunciavam as portas fechadas

Usei como caneta uns espinhos
Fiz buquê de flores pelas frestas
Com a tinta as palavras grafadas

Juntei a técnica dos perfumistas
Para dar aroma a estes tercetos
Tudo só para ti , minha adorada

9 comentários:

Norma Villares disse...

Flores dão a alma ânimo para viver.
E na conquista do amor, só flores pode florescer nos corações apaixonados.

Linda!
Toda mulher adora flores.
Dê muitas flores!
Abraços poéticos

Nydia Bonetti disse...

Ela deve ter amado, Ivan. Bonito...
Bom fim de semana! Abraços.

Úrsula Avner disse...

Olá poeta, adoráveis tercetos que expressam parte de sua sensibilidade e delicadeza poéticas. Um abraço com carinho.

Nilza disse...

Olá Ivan.
Nossa ! que delicadeza, que sensibilidade, realmente um gentlemam, toda mulher adora flores.
Linda, linda e suave poesia.
abraço carinhoso.

Angélica T. Almstadter disse...

Nossa como tá gostoso seu blog , poesias lindas e música.
beijo

Norma Villares disse...

Ivan, posso levar essas rosas?
Abraços

Saramar disse...

"estes tercetos", tão românticos, tão belos são o presente ideal para a namorada.
Irresistíveis, bem como é o amor que não desiste mesmo diante de um jardim cheio de "cartazes impressos", no lugar da flor.
Maravilhosos!

beijos

Raiblue disse...

Qual é a mulher que não gosta de flores?Ainda mais flores poetizadas com estas...
Belo e perfumado poema,Ivan,querido!!!

Delicadeza pura!

bluebeijokas
Blue

Norma Villares disse...

Peguei, risos. Muito lindas as duas flores. Obrigada