sábado, agosto 08, 2009

(Imagem do Google)

Teus olhos

Vejo em teus lindos olhos
Muito mais que uma cor
De um verde bem denso
Roubado dos campos
Onde sem ninguém a opor
Nosso amor se fez imenso
oooOOooo
Vejo no brilho de teus olhos
A cor ainda viva da flor
Guardada depois no lenço
Captura de perfumes furtados
Das pétalas o puro frescor
Abrigo do melhor senso
oooOOooo
Vejo no profundo dos olhos
O elemento arisco da dor
A lágrima se faz rio extenso
Onde navegam resignados
Pedaços mortos do sedutor
Prisioneiro do mirar intenso
oooOOooo

8 comentários:

Nilza Rouquentin disse...

É com os olhos que transmitimos o que a boca cala, que amamos, que choramos, que seduzimos... o olhar é a essência dos sentidos...a voz da alma.

Nilza Rouquentin disse...

É com os olhos que transmitimos o que a boca cala, que amamos, que choramos, que seduzimos... o olhar é a essência dos sentidos...a voz da alma.

Zeus disse...

Meu bom amigo Ivancesar,passando para ver as novas,alimentar os peixinhos e te desejar uma excelente dias dos pais(na real,para quem é pai de verdade,todo dia é dia não é mesmo?)e que a felicidade seja uma constante em sua vida e na de todos aqueles a quem vc ama.

Um abraço e seja feliz.

Úrsula Avner disse...

Meu caro Ivan, poema encantador num lirismo suave e tocante. Origada por seu carinho. Um abraço e uma ótima semana.

Nydia Bonetti disse...

os olhos nos revelam... que bonito, ivan. boa semana. bjs.

Almirante Águia disse...

Os olhos do observador guardam todos os segredos que sente, até mesmo os que não entende. E sente, e patilha o que os outros sentem.

Abraços

O NOVO POETA disse...

Vejo no brilho de teus olhos
A cor ainda viva da flor
Guardada depois no lenço
Captura de perfumes furtados


mais um lindo trabalho, gostoso de ler.

um ótimo final de semana e um forte abraço.

Rosane Oliveira disse...

Lindos os olhos que descrevestes...é tão mais intenso quando falamos por eles sem usar nenhum som...e quando somos entendidas pelo grito mudo que eles emitem, é antão o máximo....
Passei pra rever meu velho amigo, que sempre me visita e eu quase não retribuo....meu carinho Ivan...bj