Radio Music Player Free Online

sábado, novembro 27, 2010

Farinha


Na fenda do fim
Quando estou só
Lembro de tudo
E de todos
Da espiga de trigo
Triturada na mó
Um grito mudo
De grãos tolos
Moinho por abrigo
O destino do pó
Farinha de mim

18 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Lindo, lindo, amigo Ivancezar!
E muito profundo, também...
Poema apropriado para uma boa reflexão.
Forte abraço para você!

MAR disse...

Harina de ti...pan de amor de cada día, pan de poemas...de suelos sembrados sin olvido.
Cariños para ti amigo.
mar

Chica disse...

Que lindo,Ivan...Espiga, moinho... moinho ao pó...

abração,chica

iglesiasoviedo disse...

Gracias por tu visita.
Siguiendo tu consejo visite el Blog de tu amiga ESTMULOS cultivadora de cactus.
Me gusto mucho su blog, vi muchos cactus pero sobre todo lo que más me gusto fueron las hermosas flores de ciertos cactus.
Te sigo y espero que tu también.

Sônia Silvino disse...

Ivan querido!
Tua presença nos meus blogs e o teu carinho conquistaram o meu coração.
Vim ler as novidades e te deixar uma oração!

ORAÇÃO DA FÉ

Que Deus te cuide com carinho,
que te indique o melhor caminho,
que te ensine sobre o verdadeiro amor,
que te perdoe quando preciso for.


Que Deus te dê asas para voar,
nos sonhos te ajude a pousar
mas, também, te mostre a realidade
que terás que enfrentar sem nunca, por nada, recuar.


Que Deus te dê forças para encarar
tudo aquilo que não tens como mudar
ou sequer adulterar.


Que Deus te dê saúde,
que teu corpo, por dentro, nunca mude
e que ao envelhecer tu possas dizer
que tua maior felicidade foi viver.


Que Deus te mostre com clareza
a grande e real beleza de um jardim florido,
de um bom livro,de uma poesia que fale de saudade,
de uma calma paisagem.


Que Deus te faça compreender
porque amanhece antes de anoitecer,
porque o sol se esconde quando a lua quer brilha
e porque o sol brilha quando ela vai descansar.


Que Deus te faça ver
que no sorriso de uma criança
mora toda a esperança que tanto precisas pra viver.


Que Deus faça de ti um ser sensível,
que seja capaz de chorar
sem jamais se envergonhar.


Que Deus possa te mostrar
que cada onda do mar
devolve tudo que ousa levar,
afinal não tem intenção de roubar o que em terra deve ficar.
Que Deus te ensine sobre a dignidade,
sobre a força e a fragilidade,
sobre a coragem e a honestidade.


Que Deus te ofereça amigos verdadeiros
e que tu saibas cultivar
cada amizade que em tua vida Ele plantar.


Que Deus te ensine a fé,
que te faça crer em Jesus,
e que te permita aceitar
que por pior que seja a cruz
que tenhas que carregar
com o peso que teve a Dele
nunca será.
________________________
Silvana Duboc
________________________
Beijoquinhas, muitas!
Sônia Silvino's Blogs

maN bOwerline disse...

Adorei.~Sinceramente,até invejo que sabe escrever poema,pois não sei.Eu geralmente os acho lindos.Amei a escolha da imagem.Boa tarde!

***Se seguir,sigo de volta

M@ria disse...

Plantei roseiras p´ra colher rosas
De todas as cores, e cheirosas.
Esqueci espinhos protetores
E beija-flores, os benfeitores.

Mardilê Friedrich Fabre

Beijos & Flores......M@ria

Chá das Cinco disse...

Me perdoa a brincadeira Ivan, mas dessa farinha da para se fazer um caldo que levanta até defunto rs

Gosto muito de você meu querido, tirando a brincadeira,te vejo assim:

Um homem forte, a postura nobre e a tua mente brilhante.

Um grande beijo meu lindo

Gemária Sampaio

María disse...

Hola, Ivancezar:

Me alegro mucho volver a leerte, has escrito un bonito poema compartiendo una bella imagen.

Cuando se está solo es el mejor momento para recordar y para meditar sobre el destino, sobre la vida, o incluso, para recordar aquellos años en que aquella pobre gente, la que tanto se esforzaba para trabajar en el campo, y que lo hacían todo a mano para conseguir la recogida de los frutos.

Saludos.

Pérola disse...

Semelhança formidável.
A colheita natural de um trigo dando origem a sentimentos,confesso que em alguns momentos me sinto assim, moída por alguns contratempos e me desmancho em pó quando ñ resolvo o q me aflige.
Parabéns.
Beijo grande.

Rolando disse...

Olá. Tudo blz? Estive por aqui. Gostei. Muito legal. Apareça por lá. Abraços.

Úrsula Avner disse...

Olá poeta, lindos versos que trazem na cadência das palavras, a singeleza e riqueza da vida no campo... Um abraço.

Recomenzar disse...

Maravilloso blog lleno de vida
beso

Arif Zulhilmi Bin Abd Rahman disse...

Cool blog. Don't forget to visit my blog. Thanks. :)

Ricardo disse...

iPhones baratos em www.Applesmartphones.com

Belkis disse...

Nacemos del polvo y volvemos a él. Hermoso poema Ivan.
Te dejo un abrazo

Pérola disse...

Beijos meu querido,já estava com saudades.
Beijokas mil.

MAR disse...

Paso a dejar mis saludos para ti.
mar