Radio Music Player Free Online

terça-feira, abril 23, 2013


Poema a uma instância

Há uma outra instância

Onde cabem respostas

Onde as perguntas morrem

Onde as dúvidas se dissolvem

Percorrendo a distância

Posta  em rotas e apostas

Entre um sítio e uma estância

Num chão que as dores varrem

Há, sim, uma outra instância

De ventania deixada às costas

Onde as mágoas se resolvem

Onde os valores se promovem

Onde a vida é a substância

E as verdades bem dispostas

Cunham frases que comovem

3 comentários:

Edimo Ginot disse...

Ivan,

Lá no fundo, não sei se há... Mas deveria haver. Somente para se fazer justiça. Mas...

Um abraço

La Gata Coqueta disse...




A veces puedo estar distante
pero nunca ausente,
puedo no escribirte,
pero jamás olvidarte...
y cuando me necesites, puedo
no estar cerca, pero jamás abandonarte...
porque estas en mi corazón!!

Hoy me encuentro celebrando,
el 5º aniversario del nacimiento
del blog de La gata coqueta
y sin pararme a pensar
en mi torpe atrevimiento...
...al pasar sin avisar,
para entregarte la invitación a la celebración,
que de mano me harías sentir muy feliz brindando a mi lado.

¡¡Gracias por asistir a la que desde siempre ha sido tu casa!!

Un abrazo desde el ❤ y con el ❤
Feliz domingo!!

Atte.
María Del Carmen




MAR disse...

Salud por ti poeta.
mar