Radio Music Player Free Online

quinta-feira, março 31, 2011

Poema não escrito


Poema não escrito


O poema que não foi escrito


Esconde momento não vivido


Sombras de luz escondida


Em selva de árvores mortas



Versos de um norte restrito


Restos de um sonho envolvido


Pela penúria da alma perdida


No tabuleiro de peças tortas



Na poesia do direito prescrito


Repousa um diabo intrometido


Inferno de chama enfurecida


Que espera queimar as portas


sábado, março 19, 2011

Cercanias


Na vastidão das encostas


Onde estavam os sinais

Lá transitavam eles e elas

Buscando fatos e respostas

Criavam expectativas fatais

Horas fatiadas em rodelas

Porções de muitas propostas

História de múltiplos finais

Emoções presas nas celas

Enquanto verdades dispostas

Se refugiavam nas cercanias

terça-feira, março 01, 2011

Flor de cacto

No primeiro contato
Eu temí os espinhos
Arredando o passo
Só olhava de longe

Escancarava desprezo
Mas no desafio ao trivial
N´um dia de sol claro
Raio de luz transversal

Avistei a flor do cacto
Uma beleza sem preço
Decorando caminhos
Sem nenhum maltrato